Uma Luz para o mundo

 

O CENARC apresenta o espetáculo “Uma Luz para o Mundo”, uma representação do Natal em Belo Horizonte. O evento, com entrada franca, acontece na Praça da Estação, com a participação da Orquestra Stradivarius do Colégio Santo Agostinho, da Orquestra Sinfônica da Polícia Militar, do Coral Madrigal Scala e do Grupo Aruanda. No total, são aproximadamente 200 atores, dançarinos, cantores e músicos, que encenam a história do nascimento de Cristo, desde a Anunciação do Anjo Gabriel até a chegada dos Reis Magos. A direção cênica é de Tarcísio Max.

O projeto “Uma Luz para o Mundo”, que contou com o patrocínio do Ministério do Turismo e da Belotur, faz parte de uma estratégia para atrair um grande número de turistas para a capital mineira, por meio de ações que já acontecem na cidade, mas ainda sem grande repercussão dos meios de comunicação. O CENARC realiza há mais de uma década o Auto de Natal. Inicialmente, no bairro Salgado Filho, sede do Cenarc. Depois partiu para intervenções nas principais praças e espaços culturais do centro da cidade. Há dois anos, convidado pela Secretaria de Estado do Turismo de Minas Gerais, realizou a encenação no Aeroporto de Confins. Agora, o projeto chega à praça principal de Belo Horizonte, com a previsão de público de aproximadamente 15 mil pessoas. O cálculo é baseado na encenação da Paixão de Cristo, também realizada pelo CENARC durante a Páscoa, que vem atraindo um público da mesma dimensão e já é o segundo evento desta natureza realizado no país, perdendo apenas para a encenação de Nova Jerusalém, em Pernambuco.

De acordo com Antônio Diniz, coordenador geral de “Uma Luz para o Mundo”, o espetáculo terá a mesma infraestrutura do projeto “Paixão de Cristo em Belo Horizonte”, ou seja, dois palcos com 20 metros de comprimento cada, sonorização especial, telões, equipe especializada de segurança, banheiros químicos e 5.000 cadeiras para conforto do público. A equipe de produção conta com mais de 300 pessoas, entre montadores, sonoplastas, iluminadores, costureiras e técnicos. Diniz também conta que vai associar a tradição natalina com um tempero mineiro, como canções e danças que marcam o folclore do estado. “O objetivo é encantar e emocionar o público por meio de todos os sentidos”, diz o coordenador.

Os organizadores pedem que as pessoas levem 1kg de alimento não perecível, que serão repassados para instituições assistenciais.

Roteiro do evento:
20h – Abertura, com a Orquestra da Polícia Militar de Minas Gerais
20h20 – Início do espetáculo “Uma Luz para o Mundo”, com a participação de artistas circenses que interpretam as figuras do Amor, da Fé e da Esperança. Em seguida, Auto de Natal, com cerca de 40 atores do Grupo Cenarc, que interpretam 05 cenas: Anunciação, Recenseamento, Nascimento de Jesus, Visita dos Pastores e Visita dos Reis Magos.

Participação da Orquestra Stradivarius, do Colégio Santo Agostinho, e do Coral Madrigal Scala.

Depois da última cena, o Grupo Aruanda realiza a Folia de Reis.

Tempo aproximado de duração: 90 minutos

             
     
             
     
             
     
             
     
             
           

Para entrar em contato com o CENARC, fale com:

ANTONIO DINIZ
cenarc@cenarc.com.br / cenarcbh@yahoo.com.br